Recomendações para os anestesiologistas durante a pandemia da Covid-19

Visando a segurança dos profissionais anestesiologistas em meio a pandemia da Covid-19, infecção causada pelo novo coronavírus, a Sociedade Brasileira de Anestesiologia (SBA) recomenda várias medidas de autoproteção ao entubar pacientes com suspeita ou confirmação da doença.


Confira quais são os principais cuidados que os anestesiologistas devem tomar devido a Covid-19:


▪Antes da intubação, revise todo o Equipamento de Proteção Individual (EPI) obrigatório (luvas, óculos de proteção, protetor facial, máscara facial, avental) e use precauções de isolamento apropriadas a fim de evitar a autocontaminação e a transmissão da doença.

▪Pratique a higiene apropriada das mãos antes e depois de qualquer procedimento.

▪Reduzir o número de profissionais de saúde no ambiente.

▪Conferir o monitoramento padrão, acesso IV, instrumentos, ventilador, aspirador e drogas antes do procedimento.

▪Garanta um filtro antibarreira de alta eficiência interposto entre a máscara facial e o circuito de respiração, ou entre a máscara facial e a bolsa.

▪Todos os equipamentos de vias aéreas devem ser descontaminados e desinfectados adequadamente, de acordo com as recomendações.

▪Profissionais que estiverem com suspeita de Covid-19 devem suspender imediatamente suas atividades para evitar uma eventual transmissão da doença para pacientes e colegas de trabalho.


À população em geral, recomendamos que fiquem em casa se possível, reforcem a higienização das mãos e usem máscara sempre ao sair, mantendo o distanciamento das outras pessoas. Tais medidas preventivas podem salvar vidas. 


Mesmo estando distantes, juntos venceremos essa batalha.

Notícia AnteriorAlternativas em caso de possível escassez de EPIs durante a pandemia
Próxima NotíciaNOTA DE REPÚDIO À RESOLUÇÃO COFEN nº. 641/2020 – C.SBA – 1800/2020